Internos da Fundação Casa poderão fazer prova do ENEM

Foto: reprodução Facebook da Fundação Casa

Recuperar sonhos, resgatar projetos, trazer orgulho para as famílias. A oportunidade de realizar a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pode ser a porta de entrada para um novo futuro para três jovens internos da Fundação Casa, que cumprem medida socioeducativa na unidade Maestro Carlos Gomes de Campinas.

No total, um grupo de 160 adolescentes que cumprem ou cumpriram medidas de internação em 68 centros da Fundação CASA no Estado de São Paulo estão inscritos para prestar o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade, nos dias 23 e 24 de Fevereiro, quando haverá também a reaplicação do exame para os candidatos que não compareceram e solicitaram nova realização do teste. O Enem é mais uma etapa no processo de ressocialização para os adolescentes que cometeram atos infracionais e por isso foram encaminhados à instituição.

A professora Dirce Zan, professora da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), explica que de acordo com pesquisas da área, muitos adolescentes internados acabam por se arrepender dos comportamentos que os levaram para a fundação.

Na entidade, as provas ocorrem dentro dos próprios centros socioeducativos. A preparação acontece durante o período de aulas que acompanha o calendário escolar do Estado de SP. O ensino é realizado em conjunto com a Secretaria Estadual de Educação e segue o mesmo conteúdo programático, calendário, material didático da rede pública. A entidade atende jovens de 12 a 21 anos incompletos em todo o Estado de São Paulo. Eles cumprem medidas socioeducativas de privação de liberdade (internação) e semiliberdade, de acordo com o ato infracional e a idade dos adolescentes, determinadas pelo Poder Judiciário.

Compartilhe!

Pesquisar

PODCASTS

Mais recentes

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Veja também

Por orientação de advogado, Zé Carlos não comparece à sessão da Câmara

No dia em que foi deflagrada a Operação Lambuja, com mandados de busca e apreensão na Câmara e endereços ligados ao vereador Zé Carlos (PSB), o presidente do Legislativo foi orientado pelo advogado dele, Ralph Tórtima Stettinger Filho, a não comparecer à Sessão Ordinária desta quarta-feira.

A sessão desta quarta, no Teatro Bento Quirino, é presidida pela vice-presidente da Casa, Débora Palermo (PSC).

Vereadores de oposição apresentam pedido de investigação contra Zé Carlos

Os vereadores Nelson Hossri (PSD) e Marcelo Silva (PSD) apresentaram nesta quarta-feira um pedido de Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar os fatos envolvendo a suposta cobrança de vantagens indevidas para manutenção ou prorrogação de contratos de empresas terceirizada pelo Legislativo por parte do Presidente da Câmara, o vereador Zé Carlos (PSB).

A defesa de Zé Carlos alega inocência do vereador.

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.