MP pede explicação sobre surto de covid-19 em escolas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Reprodução/Google Street View

O Ministério Público de São Paulo pediu esclarecimentos as duas escolas da rede privada de Campinas que apresentaram casos de Covid-19. O pedido foi feito pelo promotor Rodrigo Augusto de Oliveira e envolve o Instituto Educacional Jaime Kratz, o Colégio Farroupilha e também a Diretoria de Ensino correspondente. O promotor fixou um prazo de 10 dias para as respostas. O promotor pede detalhes sobre os fatos e também sobre os protocolos de segurança sanitária adotadas pelas escolas para prevenção à disseminação do coronavírus. À Vigilância Sanitária, solicitou vistoria nas duas escolas, com envio do respectivo relatório ao Ministério Público.

Na última segunda-feira, dia 1º, o Instituto Educacional Jaime Kratz, suspendeu as atividades presenciais e informou que 34 trabalhadores e um aluno haviam sido infectado. Na terça-feira, um professora infectada precisou ser internada e a informação é que o estado de saúde dela é estável, porém , o numero de contaminados na escola aumentou. Segundo o Instituto, o numero passou para 47, sendo  39 funcionários e oito alunos que testaram positivo para a doença.

Atividades presenciais na unidade que haviam sido retomadas no dia, 25 de janeiro, com 35% dos alunos, foram suspensa e mantido apenas as remotas. Ao todo, 1,3 mil estudantes estão matriculados na instituição.

Segundo a Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde o Devisa de Campinas, Andréa Von Zuben, o caso relacionado do Instituto Educacional Jaime Kratz envolve uma “quebra de barreira sanitária”. De acordo com ela, antes de começarem as aulas, eles fizeram um dia de planejamento em um local fora da escola, onde as medidas sanitárias não foram obedecidas da forma correta conforme foi identificado em fotos.

Já outra escola particular da cidade, o Colégio Farroupilha, também suspendeu as aulas presenciais após uma professora e uma aluna testarem positivo para coronavírus.
Além das instituições de ensino privado , Na terça-feira, a Escola Estadual Deputado Eduardo Barnabé, na região do DIC I, em Campinas, também registrou um caso positivo de Covid-19 e outros quatro suspeitos.

A informação foi prestada pela Secretaria Estadual de Educação. Apesar dos registros, a volta às aulas presenciais na unidade está mantida para a próxima segunda-feira, dia 08.

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também