Manutenção da Lagoa do Taquaral gera confusão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Danilo Braga

A responsabilidade sobre a manutenção das instalações do Parque Portugal, em Campinas, tem gerado confusão entre as secretarias da administração municipal. O impasse ficou evidente após o incidente que vitimou um homem de 52 anos em uma das quadras de tênis do local. Ele teria recebido uma descarga elétrica ao encostar em um dos postes de iluminação na noite deste domingo. Nesta terça-feira, 23, a administração do parque havia isolado as quadras de tênis e colocou uma placa informando que o espaço estava interditado temporariamente. Além disso, todos os postes de iluminação foram removidos do local.

Questionado sobre a responsabilidade da manutenção da área no entorno da Lagoa do Taquaral, o secretário de serviços públicos de Campinas, Ernesto Paulela disse que o trabalho é feito pela secretaria de esportes. De todo modo, ele destaca as melhorias que foram feitas no local nos últimos anos. “A área esportiva da Lagoa do Taquaral, nos últimos quatro anos, sofreu uma reforma total. Todas as quadras de basquete foram reformadas, os campos de futebol foram reformados, novos alambrados. Então foi uma reforma total na área esportiva da Lagoa do Taquaral. Onde ocorreu o acidente, é uma área restrita da secretaria de esportes. Então ali, a responsabilidade de gestão é do secretário de esportes (Fernando Vanin)”, afirmou. A CBN Campinas entrou em contato com a assessoria de imprensa da secretaria de esportes, que informou que a responsabilidade pela manutenção e conservação dos equipamentos públicos da Lagoa do Taquaral é da secretaria de serviços públicos.

De todo modo, o prefeito Dário Saadi se reuniu com os secretários de serviços públicos, Ernesto Paulela, de Esportes, Fernando Vanin e de justiça, Peter Panuto para tratar do assunto. A prefeitura abriu uma investigação interna para apurar eventuais responsabilidades em relação à morte do homem. O prazo para a conclusão é de 90 dias.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também