Fundação realiza prêmio para jovens empreendedores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Campinas vem se tornando cada vez mais um dos principias polos de tecnologia e empreendedorismo do Brasil. Apelidada de “Vale do Silício brasileiro”, a cidade do interior possui três centros tecnológicos importantes no cenário nacional, além de ser um grande foco para as startups da região Sudeste do país.

Campinas vem se tornando cada vez mais um dos principias polos de tecnologia e empreendedorismo do Brasil. Apelidada de “Vale do Silício brasileiro”, a cidade do interior possui três centros tecnológicos importantes no cenário nacional, além de ser um grande foco para as startups da região Sudeste do país.

Hoje fundadora de duas empresas, Gisele Paula, que quando mais nova recebeu um treinamento da Fundação Educar DPaschoal sobre empreendedorismo, acredita que a pandemia não trouxe problemas para a cidade no setor da inovação, muito pelo contrário. “Diante da pandemia, Campinas passa a se tornar mais evidente no mercado de tecnologia, porque as barreiras geográficas se tornaram menores, visto que as empresas começaram a adotar o home office, principalmente as de tecnologia”, afirma.

Para a empreendedora, a cidade tem despertado o interesse dos jovens, principalmente daqueles de renda mais baixa. “Campinas, como polo tecnológico, pode explorar cada vez mais isso que ela desenvolve tão bem com os jovens de periferia, de escola pública e privada, para que nasçam cada vez mais soluções que atendam dores da sociedade”, explica.

A Fundação Educar DPaschoal, onde Gisele estudou, promove nesse ano a 2ª edição do prêmio para jovens empreendedores de 15 a 21 anos de idade de todo Brasil.

O projeto será dividido em duas categorias: adolescentes, para o público de 15 a 17 anos, e jovens, de 18 a 21 anos.

Para Gisele, a fundação foi o diferencial que ela precisava para se estabelecer no mercado de trabalho. “Para minha carreira foi essencial, foi um divisor de águas ter tido essa oportunidade dentro da Fundação Educar DPaschoal, uma inciativa voluntária do grupo DPaschoal, um grupo campineiro, que preparou os jovens para o mercado de trabalho de uma maneira muito diferenciada”, comenta.

Os vencedores de cada categoria receberão R$ 5.000 para investir na implementação do projeto. As inscrições para participar do prêmio podem ser feitas até o dia 27 de maio, pelo site www.educardpaschoal.org.br

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Ativismo online ajuda na luta contra o trabalho infantil

Este episódio é um especial sobre o Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, por isso convidamos Raniere Pontes, que é gerente da área de proteção à crianças e aos adolescentes do UNICEF, para falar como ações online podem ajudar a combater o trabalho infantil e auxiliar em lutas sociais importantes. Ouça no Podcast Transformação Digital CBN.

Instituto de Campinas faz palestra com representante do MIT

O Instituto Brasileiro de Executivos e Finanças, IBEF, de Campinas, oferece uma palestra online e gratuita, nesta quarta-feira, 9 de junho, às 18h, sobre gestão de crise, com o foco nos papéis de liderança durante o processo. O evento conta com o palestrante e diretor dos cursos de gestão de crises e resiliência empresarial do Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

Qual será o futuro do mercado de consumo?

Para falar sobre as mudanças nos hábitos na pandemia, consumo colaborativo e o futuro do comércio convidamos a Dra. Hilaine Yaccoub, que é doutora e mestre em antropologia do consumo. Ouça no Podcast Transformação Digital CBN.

Sistema monitora crescimento de cana-de-açúcar  

A startup Radaz desenvolve, junto com o Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas, o PIPE, e com a Unicamp, um sistema de radar embarcado em drones que monitora o crescimento de cana-de-açúcar. O objetivo é acompanhar o crescimento da cana  e assim saber quando é o melhor momento para o cultivo. O radar opera em três bandas de micro-ondas simultaneamente.