Lojistas comemoram ampliação do horário de abertura do comércio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Danilo Braga

O comércio de Campinas teve o horário de funcionamento ampliado nos dias úteis desde a última segunda-feira. A ampliação permitiu a abertura das lojas de rua por mais seis horas diárias. Com isso, os estabelecimentos podem abrir para atendimento presencial entre 6h às 20h. Eles seguem limitados a receber 25% da capacidade de clientes, conforme o determinado na fase de transição do Plano São Paulo. Até a última sexta-feira os comerciantes de Campinas podiam abrir somente entre 10h e 18h.

Guilherme Mendonça, proprietário de uma loja de roupas no Centro de Campinas, vê como positiva a ampliação do horário do comércio, pois afirma que isso ajuda no controle das medidas sanitárias, e consequentemente, ajuda nas vendas, já que os clientes se sentem mais seguros de irem à loja. “A ampliação do horário vai ajudar demais, pois quanto mais tempo aberto a gente ficar, mais a gente consegue controlar a quantidade de pessoas dentro da loja, pois como medida de prevenção a ampliação do horário é essencial para todo mundo não vir no mesmo horário e não aglomerar todo mundo em um horário só”, detalha.

Marcos Porcari, proprietário de uma loja de chocolates no Centro da cidade, também aprovou a medida, e aponta que tipo de público ele consegue receber com o horário ampliado. “Aquela pessoa que passa na loja antes ou depois do trabalho, na hora do almoço, então você tem o dia inteiro para se programar para ir até a loja, e isso ajuda muito. As pessoas estão vindo, procurando horários alternativos que não tinham possibilidade antes da mudança”, explica.

Os consumidores também aprovaram a mudança. É o caso da fiscal de uma empresa de transportes, Rosemary Pires. “Eu acho que ajuda bastante, está bem melhor, pelo que estou vendo está menos (aglomerado)”.

A expectativa é que a mudança ajude nas vendas para o dia das mães, que será comemorado neste domingo. A Acic estima que a fase de transição permitirá um crescimento de até 14% nas vendas para o dia das mães na RMC em relação ao mesmo período no ano passado. Já os comerciantes ouvidos pela reportagem acreditam em um crescimento na ordem de 10%.

A expectativa da Acic é que a região fature R$ 211 milhões em vendas para a data em 2021. No ano passado, na mesma data, o montante ficou em R$ 185 milhões. O valor médio dos presentes para as mães nos 20 municípios que formam a RMC deve ficar em R$ 240,00, um pouco acima dos R$ 230,00 de 2020 (variação de 4,35%).

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

83 bairros de Sumaré podem ficar sem água

A BRK Ambiental, concessionária responsável pelo saneamento básico em Sumaré realiza uma manutenção preventiva na rede nesta terça-feira.  Em função disso, 83 bairros das regiões