Acic e Abrasel estimam crescimento no dia dos namorados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Divulgação/Giovannetti

A perspectiva do comércio da região neste ano para o dia dos namorados é positiva. Segundo estimativa da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), é esperado um crescimento de 4,1% nas vendas para a data na Região Metropolitana de Campinas (RMC) em comparação com o ano passado. A perspectiva é que o faturamento chegue a quase R$ 240 milhões. “No auge da pandemia ele perdeu 40% em relação à 2019, esse ano está com liberações restritivas mais abertas, então o comércio deverá ter uma procura maior de presentes por parte dos namorados”, explica Laerte Martins, economista da Acic.

Considerando apenas Campinas, o faturamento previsto é de R$ 111 milhões, contra, R$ 107,1 milhões vendidos em 2020, um aumento de 4,11%. O valor médio do presente deve ser de R$ 125,00, e os presentes mais procurados são flores, joias e bijuterias, produtos de higiene e de beleza, perfumes e celulares.

Um setor que aguarda ansiosamente a data é o de bares e restaurantes. O Dia dos Namorados é uma das principais datas para o segmento, conforme explica Matheus Mason, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) na RMC. “O dia dos namorados pro setor de bares e restaurantes está entre as três principais datas de maior movimento no setor, junto ao dia das mães e o dia dos pais”. Para alguns bares e restaurantes o dia das mães é a principal data, mas para outros é o dia dos namorados, isso depende do estilo e da atuação de cada estabelecimento.

No geral a expectativa é que haja um aumento de 50% no faturamento no comparativo com o ano passado, quando os bares e restaurantes só puderam trabalhar com entrega e retirada. “Essa data é muito focada em o cliente vir ao restaurante, ter uma experiência gastronômica e poder namorar, e não ser pelo delivery, então a gente acha que vai melhorar em relação ao ano passado, mas ainda aquém no que era pré-pandemia uma vez que temos as restrições de 40% para as mesas e principalmente a restrição de funcionamento até às 21h”, explica Mason.

Para tentar contornar as restrições que limitam o crescimento do faturamento na data, muitos bares e restaurantes adotarão o cardápio estendido, ou seja, já servirão itens especiais para a ocasião desde sexta-feira (11). Há também a recomendação para que, quem preferir, celebre a data no horário do almoço ou durante a tarde, fugindo do pico noturno.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também