Em evento cheio, Doria critica aglomeração de adversário

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Valéria Hein

Durante um evento com aglomeração no Teatro Municipal de Mogi Guaçu, no interior de São Paulo, o governador, João Doria, criticou o adversário político por promover aglomeração. Sem citar o nome de Jair Bolsonaro, ele fez alusão ao passeio do presidente, que provocou aglomeração no Rio de Janeiro há duas semanas. “Eu não passeio de motocicleta sem máscara, eu não ando de jet ski para promover aglomeração. Eu não chamo quem usa máscara de maricas e nem de covarde quem fica em casa para se proteger”

Só que enquanto discursava uma multidão de políticos, apoiadores, convidados e Imprensa se aglomeravam na plateia, num ambiente com ar condicionado, fechado e sem ventilação. A organização do evento fez marcações nos assentos, mas o grande número de pessoas impossibilitou o distanciamento. As pessoas estavam encostadas umas nas outras, muitas em pé e algumas até sentadas no chão. No entanto, Doria chegou a elogiar o cumprimento das regras de distanciamento no evento. “Aqui NÃO, negacionismo, abandono da população, críticas a quem tem a cautela de se proteger e orientar amigos ao distanciamento, como vocês estão fazendo aqui”.

A coletiva de Imprensa, realizada no backstage do Teatro, também foi marcada por aglomeração e empurra-empurra. A CBN Campinas não conseguiu questionar o governador sobre a aglomeração e nem sobre qualquer outro assunto porque as perguntas a serem respondidas foram pré-selecionadas por uma assessora. A CBN Campinas tinha a intenção também de questioná-lo sobre a recomendação para que os municípios adotem regras mais rígidas por conta própria no caso de forte pressão no sistema de saúde, por 15 dias, o que poderia ocasionar um problema na cidade, caso o Estado decidisse, após esse período, aplicar mais medidas restritivas em âmbito estadual.

A resposta não veio e a alegação foi falta de tempo para responder a todos, No entanto, a CBN Campinas foi uma das primeiras a chegar ao local e enviar a pergunta para a assessora. Doria deu preferência pelas perguntas mais relacionadas às vacinas.  Numa delas, ele garantiu que um suposto estremecimento das relações diplomáticas com a China, provocado pelo Governo Federal, não vai prejudicar a chegada de insumos para a fabricação de vacinas no Brasil. “Muito importante sua pergunta. Estamos confiantes que os insumos chegarão gradualmente, importados da China. A diplomacia entre a China e o Estado de São Paulo sempre foi muito boa”. O governador foi à Mogi-Guaçu para assinar a autorização para a instalação de um Poupatempo na cidade e autorizar início das obras de melhorias em rodovias da região.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também