MP denuncia fabricação de perfumes falsos, em Limeira

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
O Ministério Público do Estado de São Paulo denunciou seis suspeitos de envolvimento com uma fábrica de perfumes falsificados, em Limeira. Uma operação policial ocorreu no local no último dia 8.  A Promotoria relata, na acusação oferecida à Justiça, crimes contra a saúde pública, meio ambiente e relações de consumo. Também pode ser configurada formação de organização criminosa.
Divulgação / SSP

O Ministério Público do Estado de São Paulo denunciou seis suspeitos de envolvimento com uma fábrica de perfumes falsificados, em Limeira. Uma operação policial ocorreu no local no último dia 8.  A Promotoria relata, na acusação oferecida à Justiça, crimes contra a saúde pública, meio ambiente e relações de consumo. Também pode ser configurada formação de organização criminosa. O promotor Luiz Alberto Segalla Bevilacqua, responsável pela investigação do caso, afirma que as penas podem variar de seis anos e meio a 18 anos e meio de prisão. 

Segundo o MP, quatro dos denunciados foram localizados no galpão da fábrica dentro de um veículo, onde também foram encontrados diversos frascos de perfumes falsificados. Identificada como sócia-proprietária, Sonia Cardoso Quintana foi encontrada no estabelecimento, e Sebastião Patini, identificado por ela como sócio, também estava no espaço.  No galpão funcionava um laboratório químico, com equipamentos para o envase, embalagem e acondicionamento. Isso configura uma potente linha de produção de cosméticos falsificados. Também foi citada a produção de arnica, álcool em gel, gel de cabelo e pomadas modeladoras. 

Foram apreendidos mais de 50 mil perfumes finalizados, embalagens, tampas, rótulos e outros itens que somam 2,6 milhões de unidades. Também foi constatada a presença de tambores e recipientes com produtos químicos inflamáveis sem medidas de segurança e proteção.  Segundo o inquérito policial, o estabelecimento funcionava há pelo menos dois anos. Além das prisões, foram apreendidos documentos, mais de R$ 200 mil em folhas de cheques, máquinas de cartão e R$ 11 mil em dinheiro. 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Homem é preso em flagrante por feminicídio em Campinas

Um jovem de 23 anos foi preso em flagrante, após se entregar à polícia na noite desta quinta-feira, informando que teria deixado a esposa de 28 anos desacordada em sua casa, no Jardim Satélite Íris, em Campinas.  Segundo a Polícia Militar, o homem teria asfixiado a companheira após uma discussão. 

Motorista de BMW é preso por adulterar placa do veículo

A PM prendeu em flagrante um engenheiro, de 47 anos, por adulterar a placa do carro que dirigia, uma BMW 118i, em Limeira. O caso ocorreu na última terça-feira. Os policiais realizaram uma blitz de trânsito no município e deram a ordem de parada ao motorista, que obedeceu.

Polícia prende jovem que fazia delivery de drogas

A Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes de Americana prendeu um jovem de 21 anos, nesta quarta-feira, suspeito de tráfico de entorpecentes. Segundo a polícia, ele recebia as encomendas por telefone, preparava os pacotes no próprio apartamento, no Jardim da Balsa, e fazia as entregas.