Preços de passagens podem gerar multas à aéreas de Viracopos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Valéria Hein

A Fundação Procon classificou como insatisfatórias as respostas dadas pelas empresas aéreas com relação aos preços das passagens praticadas no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, em relação às do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, e do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Diante das respostas, o Procon informou que irá investigar as condutas, multar as empresas e, se necessário, irá à Justiça contra a prática.

O órgão de defesa do consumidor havia notificado as empresas Azul Linhas Aéreas, Gol Linhas Aéreas e Latam Airlines sobre as respectivas políticas de preços. 

De acordo com o Procon, as companhias limitaram-se a ressaltar a liberdade tarifária, além de fatores ligados à operação e à prestação do serviço. Especificamente a Gol respondeu que, quanto ao detalhamento dos preços praticados, só poderá fornecer após o Procon decretar sigilo das informações, uma vez que esses dados estariam protegidos pelo Direito Concorrencial. 

O questionamento do Procon aconteceu após o Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas encaminhar uma representação ao órgão denunciando que as tarifas cobradas para quem viaja pelo Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, são as mais caras do Estado. 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também