Pedido de uso emergencial da CoronaVac anima turismo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Após o anúncio da aprovação para o uso emergencial da CoronaVac pela Organização Mundial de Saúde, o setor do turismo se animou diante da possibilidade de retomada do setor. Isso porque vários países do mundo, como os Estados Unidos e os europeus devem apenas aceitar visitantes que estejam devidamente imunizados com vacinas aprovadas pelos órgãos de regulação.
Foto: Danilo Braga

Após o anúncio da aprovação para o uso emergencial da CoronaVac pela Organização Mundial de Saúde, o setor do turismo se animou diante da possibilidade de retomada do setor. Isso porque vários países do mundo, como os Estados Unidos e os europeus devem apenas aceitar visitantes que estejam devidamente imunizados com vacinas aprovadas pelos órgãos de regulação.

No Brasil, a maior parte da população já vacinada fez uso do imunizante desenvolvido em parceria com o laboratório chinês Sinovac e o Instituto Butantan. Com a aprovação na OMS, a tendência é que os demais países do mundo abram suas portas para os turistas brasileiros que estejam vacinados. E isso abre uma perspectiva muito boa para o setor, um dos mais afetados desde a pandemia do novo coronavírus.

Para o gerente de uma agência de turismo, Diego Leme de Souza, explica que havia um temor com o volume da população que será vacinada com a CoronaVac. Com a aprovação, a tendência é de que o turismo seja fortalecido e que os brasileiros possam visitar os demais países tranquilamente. “A maioria da população brasileira, principalmente o estado de São Paulo, vai ser vacinado pela CoronaVac. E esse era um temor do turismo em si, por conta dessa grande massa de brasileiros que seriam vacinados pela CoronaVac e teriam impedimento de entrarem em outros países”, afirma.

O presidente do Campinas e Região Convention & Visitors Bureau, Vanderlei Costa, afirma que a aprovação da CoronaVac pela OMS beneficia também outros países que dependem do turismo brasileiro. “É um passo importante para a autorização de brasileiros em outros países, como os da União Europeia. A medida é muito importante para nações que dependem do turismo, por exemplo, Portugal. O país é um dos principais destinos dos brasileiros”, afirma.

O comentarista da CBN, Luis Fernando Correia, explica que a decisão da OMS abre um caminho para que a Agência Europeia de Medicamentos também aprove a vacina chinesa que é usada no Brasil. Com isso, ele afirma que a possibilidade da CoronaVac integrar um chamado passaporte de vacinação europeu é real. “Essa aprovação pela OMS abre um caminho para uma eventual aprovação pela Agência Europeia de Medicamentos. E a Europa que já propõe a utilização desse passaporte sanitário, vamos dizer assim, com a vacinação, vai provavelmente incluir a CoronaVac nessa lista”, disse.

O uso da CoronaVac é indicado para adultos com 18 anos ou mais, em um esquema de duas doses, com um espaçamento de 2 a 4 semanas entre cada aplicação. A OMS afirmou que a vacina atende aos padrões internacionais de segurança, eficácia e de fabricação. A inclusão da CoronaVac na lista de vacinas aprovadas deve aumentar a distribuição global do imunizante, já que agora ela pode ser comprada e incorporada ao consórcio Covax Facility para fornecimento a países mais pobres.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também