Restaurantes e bares esperam melhora no 2º semestre

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Flávio Botelho

Empresários de Campinas e região estão otimistas com as atividades no segundo semestre, devido ao horário de funcionamento estendido para o comércio e o ritmo da vacinação contra a Covid-19. Os setores com previsão positiva são os de alimentação fora de casa, fitness, estética e automotivo.

Uma prova disso é que restaurantes e bares, obrigados a demitir funcionários no início da pandemia, agora realizam contratações pontuais. A Abrasel, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Campinas, estima que 60% das 25 mil vagas de trabalho que foram fechadas serão preenchidas nos próximos meses.

Segundo Matheus Mason, Presidente Regional da Abrasel na RMC (Região Metropolitana de Campinas), a expectativa é de melhora no segundo semestre, apesar do déficit da pandemia somado aos anos anteriores.

“Cada vez que as restrições são reduzidas, o faturamento melhora, os clientes voltam a sair, a gente já estima que vai ser um segundo semestre melhor do que o segundo semestre de 2019, mas isso está muito aquém ainda dos prejuízos que foram acumulados nesses 14 anos”

De acordo com informações da Associação, mais de 70% do setor está endividado e serão necessários aproximadamente dois anos para “sair do vermelho”.

Apesar dos altos e baixos, o setor tem tido uma melhora. A Rede Giovanetti, por exemplo, já contratou alguns funcionários de forma temporária e essas vagas podem se tornar efetivas daqui alguns meses. Wagner Bordin, gerente da Rede Giovanetti, está otimista e afirma ter visto um movimento maior em Campinas.

“Hoje o movimento mais forte ainda está no final de semana, só que nós percebemos, principalmente na semana passada e essa, muitas empresas voltando durante a semana. A gente tinha muito esse movimento nas casas de pessoas de fora de Campinas que estão trabalhando, vieram a curso, e a gente já notou essa melhora essa semana.”

Com relação aos casos e óbitos de Covid-19, Campinas ainda não registrou a presença da variante Delta, que teve origem na Índia e que já soma oito casos confirmados na cidade de São Paulo. Porém, essa é uma preocupação da Abrasel. Com a aceleração para imunizar os moradores, a segurança será maior.

“Nos preocupa muito outras vertentes, cepas, enfim, mas estamos confiantes que com a vacinação, a imunização da população no geral, o setor vai ser o primeiro a ser impactado positivamente e vamos ver as casas voltando a ter grandes movimentos, atendimento de público maior, pessoal interagindo mais, socializando mais, isso é importante para o setor”.

É sempre bom reforçar a importância de respeitar todos os protocolos de segurança e se vacinar completamente assim que possível, de acordo com os grupos de imunização.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também