ANAC diz que avião estava com manutenção em dia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Guilherme Pierangeli

Sete pessoas morreram após a queda de um avião bimotor logo após a decolagem do aeroporto de Piracicaba na manhã desta terça-feira. A aeronave caiu em uma área de mata próxima à Fatec e o IFSP de Piracicaba, e explodiu logo em seguida.

O empresário Celso Silveira Mello Filho, a esposa dele Maria Luiza Meneghel, os três filhos, Celso, Fernando e Camila, o piloto Celso Elias Carloni e o copiloto Giovani Gulo morreram no local

Celso Filho era acionista e irmão de Rubens Ometto Silveira Mello,  presidente do Conselho de Administração da Raízen.

A explosão provocou um incêndio em uma área de mata próxima ao aeroporto.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o avião tinha como destino o Estado do Pará, onde a família tem imóvel. Segundo a prefeitura de Piracicaba, o avião modelo King Air B200 saiu do Aeroporto Municipal Pedro Morganti e a queda aconteceu cerca de 15 segundos após a decolagem. As causas do acidente serão investigadas.

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) informouq que de acordo com o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), a aeronave acidentada nesta manhã em Piracicaba, de matrícula PS-CSM, estava com o certificado e a manutenção em dia.

 

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.