Doria anuncia R$ 47,5 bilhões em investimentos em Campinas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Francisco Lima Neto

O governador João Doria (PSDB) esteve em Campinas na manhã desta sexta-feira (17) para o lançamento do RetomaSP, programa estadual de oferta de serviços de qualificação, investimentos, emprego e renda para toda a população. Ele esteve na Expo Dom Pedro e também no Largo do Rosário, no Centro, que contou com bloqueios e forte esquema de segurança.

Doria anunciou investimentos de 47,5 bilhões em todo o Estado. Campinas foi escolhida para iniciar o programa por sua vocação tecnológica, por ser um polo científico dentro do Estado, e principalmente, por conta de seu resultado econômico.

De acordo com os dados da Fundação Seade, de agosto, a região campineira cresceu 9,2% no 1º trimestre de 2021, a de Sorocaba – que ficou em segundo lugar – avançou 6,8%, por exemplo.  O programa será levado para outras 15 Regiões Administrativas do Estado.

“O programa vai investir R$ 47,5 bilhões e tem a expectativa de gerar diretamente 200 mil empregos, em obras de infraestrutura, rodovias das cidades, rodovias estaduais, portos, aeroportos, infraestrutura de saneamento, hospitais, novas escolas, repasses de recursos para os municípios, investimentos mais robustos em saúde, em proteção ambiental e proteção social. A expectativa, no âmbito do todo, é que São Paulo termine o ano com 1,2 milhão novos empregos”, disse.

No evento, que contou com a presença do prefeito Dário Saadi, da secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, entre outros, também foram feitas entregas de benefícios integrados ao programa Bolsa do Povo. Uma das principais é o Bolsa Empreendedor, que ainda tem vagas abertas em todo o estado. Para a região de Campinas, a previsão é de pouco mais de 11 mil vagas.  Cada bolsa oferece R$ 1 mil a autônomos informais em situação de vulnerabilidade. Os beneficiados devem participar de um curso gratuito de empreendedorismo do programa Empreenda Rápido, com frequência mínima de 80%, e obter formalização como MEI (Microempreendedor Individual) ou outra natureza jurídica.

O Governador também oficializou a entrega de vouchers dos programas Vale Gás e Alimento Solidário. O Vale Gás beneficia 426 mil famílias nos 645 municípios com três parcelas bimestrais de R$ 100 para compra de botijões de gás. Já o Alimento Solidário oferece cestas básicas a pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar.

Doria confirmou 3.096 vouchers do Vale Gás a famílias das cidades de Artur Nogueira (484), Cosmópolis (277), Monte Mor (2.256) e Saltinho (79), além de 1,4 mil cestas do Alimento Solidário a moradores de Campinas.

A Educação vai liberar vouchers que totalizam R$ 30,3 milhões em repasses diretos para reformas, melhorias e compra de equipamentos para 176 escolas das cidades de Campinas, Jaguariúna, Valinhos e Vinhedo. Já o Casa da Juventude ganhará unidades em Artur Nogueira, Cosmópolis, Monte Mor e Saltinho, com repasses estaduais de R$ 790 mil a cada cidade.

 

TRÂNSITO

A visita do governador causou bastante impacto no Centro por conta do forte aparato de segurança. Toda a área central teve intervenção no trânsito.

Das 9h45 até 12h45 houve interrupção no fluxo de veículos por toda a Avenida Francisco Glicério e adjacências. Também houve bloqueios para pedestres em diversos pontos .

Muita gente ficou perdida, sem saber o que fazer quais alternativas para chegar ao ponto de destino.  Lojistas reclamaram de prejuízos nas vendas.

Mesmo com todo aparato foram registrados pequenos pontos de protestos contra o governador.

Sobre os bloqueios no Centro, em nota, a Casa Militar informou que atua com base em informações estratégicas do serviço de inteligência da Polícia de São Paulo e age de forma conjunta com o comando local da Polícia Militar em cada deslocamento. “O plano de segurança é elaborado por especialistas, com objetivo de garantir a segurança e a integridade tanto das autoridades como da população, levando em conta, sobretudo, dados de cada região do Estado”, informou.

VACINAS

O governador reforçou que a vacinação continua no Estado para o público de 12 a 17 anos, e que não há evidências, até o momento, de que a morte de um adolescente de 16 anos, em São Bernardo do Campo, tenha relação com a vacina. “A investigação está em andamento, mas não há evidência de qualquer relação com a vacina”, disse.

Doria disse que o Instituto Butantan já pediu à Anvisa a liberação da Coronac para a imunização de pessoas abaixo de 18 anos, e aguarda o resultado.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.