Recapeamento de vias no Cambuí gera polêmica por causa dos paralelepípedos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Antonio Pompeo de Camargo/Divulgação

As obras de recapeamento e sinalização em 22 cruzamentos de ruas do Cambuí, em Campinas, estão gerando polêmica por conta dos paralelepípedos. Desde a última segunda-feira, de forma escalonada, a Secretaria de Transportes de Campinas e a Emdec interditam esses 22 pontos, das 8h às 17h, para obras de recape do pavimento e revitalização da sinalização viária, que seguem até a próxima segunda-feira (27).

A polêmica ocorre porque está sendo colocado asfalto sobre parte dos paralelepípedos, característicos das vias do bairro.

O arquiteto e urbanista Antonio Pompeo de Camargo diz que, segundo o projeto, o asfalto deveria ser colocado apenas nas faixas de pedestres, mas que foi ampliado para todo o cruzamento da Rua Maria Monteiro com a Américo Brasiliense, primeiro a receber a intervenção, e que o mesmo deve ocorrer nos outros 21 cruzamentos.

“Pelo projeto original era asfaltar somente a faixa de pedestres. Eles iam deixar o miolo sem cobertura”, diz.

Foto: Antonio Pompeo de Camargo/Divulgação

De acordo com ele, as intervenções descaracterizam o bairro e apagam sua história. Segundo o urbanista, há soluções mais baratas e que preservam o desenho original das ruas de pedras da cidade.

“Tratar a face da pedra, a superfície, com meios químicos e mecânicos, fazendo a abrasão, a erosão, de modo que ela proporcione mais aderência aos pneus dos automóveis, de modo que num dia chuvoso você tenha a mesma eficiência, a mesma performance que eles teriam no asfalto, porém mantendo o visual original das ruas de paralelepípedo do Cambuí”, explica.

Pela assessoria de imprensa, a Prefeitura esclarece que as vias do Cambuí com paralelepípedo não serão recapeadas. “Para melhorar a segurança dos pedestres e do trânsito, teve início a implantação de sinalização em cruzamentos em diversas vias no bairro. Será colocada uma fina capa de asfalto somente nos cruzamentos das ruas de paralelepípedo, medida essencial para que seja possível aplicar sinalização que inclui as faixas de retenção, PARE e faixa de pedestres”, informa.

A Prefeitura ressalta ainda que a EMDEC autorizou a ação e que não há impedimentos para essa medida. “O paralelepípedo não será retirado nem mesmo no trecho sinalizado. O projeto seguirá o que foi aprovado”, finaliza.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.