Campinas registra mais seis mortes e 86% de UTI ocupadas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Rogério Capela/Prefeitura de Campinas

A Secretaria Municipal de Saúde informou nesta quinta-feira os números da covid-19 em Campinas, três dias após o último boletim, divulgado na segunda. Neste período, o município registrou mais seis mortes pela covid-19.

A cidade atingiu o total de 4.649 óbitos pela doença. A idade das pessoas que morreram varia de 58 a 90 anos e duas não tinham doenças pré-existentes. As mortes aconteceram entre os dias 14 e 17 de janeiro.

Foram confirmados mais 32 casos positivos da covid-19 nesta quinta. O número é baixo porque o sistema E-SUS, do Ministério da Saúde, está fora do ar. O total na cidade é de 148.660.

Somando a primeira, segunda, dose única e reforço contra a covid-19, Campinas já aplicou até esta quinta-feira 2.257.515 doses da vacina, sendo 322.909 da dose adicional.

A cidade conta nesta quinta com 97 leitos de UTI para pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave nas redes municipal, estadual e particular. Deste total, 84 estão ocupados, o que corresponde a 86,60%, com 13 leitos livres.

Em relação ao boletim da última segunda, são três pacientes internados a menos.

De acordo com o boletim, são 129 pacientes adultos com covid-19 internados em enfermaria, 38 a mais que no boletim anterior, e 47 em UTI, sendo dez a mais em terapia intensiva em relação à última segunda. Levando em conta outras doenças respiratórias como a gripe, houve diminuição de internados.

Na rede SUS Municipal, 22 dos 29 leitos estão ocupados. O SUS Estadual tem todas as 10 vagas com pacientes. Nos hospitais particulares, 52 dos 58 leitos têm ocupação.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Pesquisar

PODCASTS

Mais recentes

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.