Projeto “Ponto Ideia” reúne obras de 13 artistas de Campinas

Foto: Fernando Petermann

Fotografias e poemas de 13 artistas de Campinas serão expostos no Museu da Imagem e do Som da cidade, MIS, a partir do dia 20/04. A exposição coletiva é parte do projeto “Ponto Ideia”, voltado para a formação e difusão artística na cidade, com 10 ações gratuitas que ocorrerão até agosto.

A exposição “Linha Coletiva” apresentará 30 fotografias e 9 poemas de artistas de Campinas que são integrantes e parceiros do Ideia Coletiva. Os trabalhos em exposição pertencem a Caio Magalhães, Daniel de Almeida, Fernando Petermann, Gabi Perissinotto, Gabriella Zanardi, Guga Cacilhas, Gustavo Lourenço, Izabel Magnani, Kora Prince, Marina Branco, Nandê Caetano, Pedro Ribeiro e Roberto Limberger. “Essa exposição é uma linha imaginária que costura histórias e momentos fotografados por cada um, em lugares diferentes. Liga palavras com imagens, feitas de lado de fora – na praia, nas caminhadas, nas viagens – e do lado de dentro – das casas, das experimentações também durante o isolamento social”, explica Kora Prince, curadora da exposição.

Além das fotos e dos poemas expostos no MIS, estão agendadas visitas guiadas e sessões de curtas-metragens para crianças. Para o mês de abril, estão previstos filmes voltados para o meio ambiente e cultura indígena, em parceria com a Mostra Itinerante de Cinema Ambiental, MICA. Em junho, os filmes abordarão a temática diversidade; em julho, as sessões serão voltadas para cinema e infância, em parceria com o Projeto Cineminha; em agosto, o tema das sessões será cultura em Campinas. As visitas tiveram início no mês de março e os filmes exibidos trabalharam o empoderamento feminino, em parceria com o projeto EmPodera!

Texto: Assessoria de Imprensa

Compartilhe!

Pesquisar

PODCASTS

Mais recentes

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Veja também

Sesi Amoreiras abre inscrições para curso gratuito de teatro

Serão abertas duas turmas: de 15 a 17 anos e acima de 18 anos. Os alunos terão a oportunidade de vivenciar as aulas no palco do Teatro do Sesi Amoreiras e no final do curso poderão apresentar o resultado a parentes e amigos. As vagas remanescentes ficam liberadas até o preenchimento da turma. O curso é semestral, com carga horária de 30 horas e um encontro semanal ao longo do semestre. O início das aulas está previsto para 2 de agosto.

Sesi Amoreiras recebe mostra de música erudita

A abertura será com “Choro das 3 & Paulo Paolillo”, na quinta, 30 de junho, às 20h. Na sexta, 1º de julho, às 20h, a apresentação é do grupo de jazz Escalandrum, com o espetáculo “Piazzolla Centenário”. Já no sábado, 2 de julho, às 20h, a Orquestra Abaporu fecha a programação no Sesi Amoreiras com o concerto “Brasil Manifesto”. 

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.