Custo de produção do pastel pode impactar no preço ao consumidor

Chegou a vez de uma paixão dos paulistas ser fortemente impactada pela inflação. O pastel de feira. Não dá para saber até quando o comerciante vai conseguir manter os preços, por exemplo, numa feira ao ar livre que ocorre às quintas e sextas-feiras, na praça Bento Quirino, no centro de Campinas. Eles estão na faixa de R$ 7 a R$ 11, dependendo do recheio.

Além da farinha de trigo, que vem se mantendo em alta, agora veio a disparada no preço do óleo, ingrediente essencial para  a produção do pastel. De acordo com dados do IPCA, o óleo de soja já subiu 20,37% só em 2022 e acumula alta de 31,53% em 12 meses. Esses são  números nacionais, mas a CBN Campinas tem um levantamento feito aqui na região, que mostra que o preço do óleo de soja aumentou 32% em abril deste ano na comparação com abril do ano passado. 

Além do óleo de cozinha,  também não param de subir os preços de ingredientes utilizados no pastel, como o frango, que teve alta de  24% neste mesmo período, e a carne 37%. Sem contar, o tomate e a cebola, utilizados no vinagrete. A comerciante de pastel de feira, Márcia Altheman, está conseguindo cobrar os mesmos valores desde o ano passado. Mas, ela afirma que precisou reduzir a  margem de lucro até o limite. “Estou conseguindo manter o preço, sem abrir mão da qualidade dos produtos utilizados e sem reutilizar o óleo”

A consumidora Maria de Lourdes está preocupada com esse possível aumento no preço do produto, mas acredita que nem assim vai abrir mão da tradição de comer pastel de feira. “Se subir o preço, vou pensar, mas não pretendo deixar de comer este pastel de feira, que eu gosto muito”. Até o saquinho para servir o pastel entra nessa conta, o lote com 500 unidades subiu de R$ 14 para R$ 22.

 

Compartilhe!

Pesquisar

PODCASTS

Mais recentes

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Veja também

Guarda Municipal prende dois homens com drogas em terminal

Dois homens, de 22 e 18 anos, foram detidos pela Guarda Municipal por tráfico de drogas dentro do Terminal Central de Campinas nesta quarta-feira. Com a dupla, foram encontradas 15 porções de cocaína, 41 de maconha, 4 de crack, R$ 200, três aparelhos de telefone celular, tesouras e papel para embalagem dos entorpecentes.

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.