Ouça ao vivo

Especialistas alertam para vacinação contra coqueluche após nota técnica do Ministério da Saúde

Campinas registra em 2024 dois casos de coqueluche. Desde 2007, o município contabiliza 539 notificações. O maior número infecções foi em 2014, com 124 pacientes contaminados.  O dado é da Secretaria Municipal de Saúde.
Foto: Prefeitura de Campinas

Campinas registra em 2024 dois casos de coqueluche. Desde 2007, o município contabiliza 539 notificações. O maior número infecções foi em 2014, com 124 pacientes contaminados.  O dado é da Secretaria Municipal de Saúde.

Apesar do número baixo, o Brasil e o Estado de São Paulo vivem um alerta para o reaparecimento da doença e aumento de casos. Recentemente, o Ministério da Saúde publicou uma nota técnica sobre a ocorrência da doença no país e a importância da vacinação. O texto foi publicado depois que Centro Europeu de Prevenção e Controle das Doenças divulgou que, pelo menos, 17 países da União Europeia e outras nações, como China, Estados Unidos e Israel, registraram alta da doença.

A médica infectologista Noelle Mioto alerta que, apesar de não ter registro de surto no país, o controle da doença é feito, principalmente, a partir da imunização.

O principal sintoma é a tosse e que pode se estender para falta de ar.

A infectologista ainda alerta que as crianças pequenas são as mais vulneráveis.

Em Campinas, as doses da vacina estão disponíveis em todos os centros de saúde.

Compartilhe!

Pesquisar

PODCASTS

Mais recentes

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.