Agosto foi o mês mais violento do ano no trânsito de Campinas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A cidade de Campinas registrou 85 mortes no trânsito, em vias urbanas, rurais e nas rodovias que cortam o município nos últimos oito meses.

Agosto foi o mais violento, quando 16 pessoas morreram no local ou em consequência das colisões, choques e atropelamentos.

Os números são do Infosiga que é uma plataforma de dados de acidentes de trânsito no Estado de São Paulo.

Dos 16 óbitos registrados em agosto, 14 foram de homens e 2 de mulheres, com idades entre  24 a 76 anos.

Na Rodovia Santos Dumont, foram 4 óbitos em agosto, na Anhanguera, 4,  Bandeirantes, 2 óbitos. A Campinas Monte Mor registrou uma morte e uma também na Prof. Zeferino.

As avenidas que registraram mortes foram a Ana Beatriz Bierrembach, John Boyd Dunlop e José Bonifácio, com uma morte cada.

Uma situação que, de acordo com o Chefe do serviço de ortopedia e diretor médico do hospital da PUC-Campinas, Carlos Mattos, infelizmente reflete a rotina dos médicos da unidade.

Carlos Mattos explica que, além das mortes, uma grande parte, na maioria jovens, adquire sequelas que permanecem para o resto da vida.

Os acidentes, em sua maioria, foram com veículos de passeio; mas cinco óbitos foram de motociclistas.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos