Comércio informal cumpre decreto e fica fechado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Marco Guarizzo

O decreto de fechamento do comércio de Campinas foi cumprido nesta segunda-feira pelos comerciantes informais. No camelódromo da Rua Álvares Machado, todas as bancas ficaram de portas fechadas. Alguns tinham avisos de venda por meio de Whatsapp. Poucos donos estavam na frente dos estabelecimentos esperando contatos de clientes e não quiseram gravar entrevista.

Na última quarta-feira, a reportagem da CBN Campinas passou pelas bancas e encontrou algumas funcionando. O cenário mudou na segunda semana do decreto municipal que proíbe o funcionamento do comércio. As pessoas que transitavam pelo local estavam apenas de passagem. O microempresário Eduardo Brito sabe que muitos donos de bancas ficam sem renda, mas vê o fechamento como uma necessidade para tentar conter os casos de covid-19.

Michelle Veiga diz que as aglomerações no período de comércio aberto acabaram prejudicando as pessoas que precisam trabalhar na região central.

Já o entregador Wellington César Ferreira pensa que o comércio deveria estar aberto, pois a culpa é dos clientes e não dos camelôs.

No período em que a reportagem esteve no camelódromo nesta segunda, não havia fiscais da Setec nas proximidades da Rua Álvares Machado, desde a Avenida Moraes Salles até a região do Mercado Municipal, na Benjamin Constant. Mesmo assim, não houve desobediência ao decreto e somente estabelecimentos de serviços considerados essenciais, como de alimentação, estavam abertos.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também