Pirataria cresce consideravelmente em todo mundo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Atualmente, a Netflix, lar de séries de sucesso como Stranger Things e La casa de papel, é a grande referência quando se fala de consumo de conteúdo em vídeo por streaming. A oportunidade de ter acesso a uma biblioteca gigante de conteúdo a um preço acessível aliado a comodidade das sugestões do algoritmo conquistaram o público.

Só que a Netflix está deixando de ser o único player do mercado. A Amazon Prime já incomoda, a Warner vai lançar o seu serviço e a Disney promete 500 filmes e 7 mil e 500 episódios de série já no momento do lançamento do Disney Plus, ainda neste ano nos Estados Unidos. Isso provoca um aumento de competitividade, qualidade e disputa pelo consumidor.

Sabe quem saiu ganhando? A pirataria. Cada um desses serviços traz conteúdo exclusivo e assinaturas próprias. Ou seja, o cliente precisa escolher qual vai assinar e qual vai deixar de lado. Mas se ele se interessa por uma série de um serviço que não foi escolhido, o que ele faz? Busca por meios ilegais.

De acordo com o serviço de consultoria britânica Muso, que monitora a pirataria no mundo desde 2009, acredita que essa saturação no modelo provoca o crescimento desse fenômeno. O CEO da empresa, Andy Shatterley, diz que é muito difícil que alguém que quer apenas uma série ou um filme acabe assinando outro serviço.

E já existem resultados visíveis. A Muso percebeu que no ano passado, 2018, a pirataria no Brasil cresceu 12,5% em relação ao ano anterior, 2017. Outro dado que chama a atenção é que 60% do tráfego de pirataria é resultado de serviços de streaming ilegais, que simulam serviços como Netflix e Amazon Prime. Mesmo assim, o torrent, maneira de fazer download de conteúdos que se popularizou na última década, teve um pico de interesse em 2018, de acordo com estudo da consultoria Sandivina.

 


O Transformação Digital CBN é um programa diário, apresentado pelo jornalista e especialista no mundo digital, Samuel Leite. De segunda a sábado sempre uma nova história sobre como o mundo e as relações humanas podem ser transformadas por meio da tecnologia, inovação e da inteligência artificial.

Você pode receber um episódio novo do transformação digital, todos os dias. Basta assinar nosso conteúdo gratuitamente pelo Spotify ou pelo iTunes. Clique na plataforma desejada e selecione a opção seguir para receber automaticamente nossos conteúdos.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0 0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Clássico de Hitchcock é opção na Netflix

Uma secretária foge com o dinheiro da imobiliária na qual trabalha. afetada por uma tempestade, acaba em um hotel decadente administrado por um homem atormentado. “Psicose” e a trilha sonora clássica estão disponíveis na Netflix. Outros filmes também chegam ao catálogo. Entre eles, “Hulk”, de 2003, “Ted” e “Um Crime para Dois”. Entre as séries, a grande novidade é a original “Control Z”.

O clássico lp Acabou o Chorare

Lançado  em 1972 esse lp propôs um interessante elo entre dois gêneros a princípios antagônicos o rock e o samba…são canções marcantes que colocaram o grupo Novos Baianos no  panteão da memória musical brasileira através do excelente projeto intitulado Acabou o Chorare.

Como cuidar da sua saúde mental em tempos de covid-19

Mais um boletim especial do Transformação Digital CBN em tempos de Covid-19. Como estar mentalmente saudável em tempos de isolamento social? Este é um dos temas deste episódio, que apresenta ainda a iniciativa de uma editora que resolveu contar histórias no instagram.