Protocolos de segurança serão rotina para população

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Valéria Hein

A quarentena imposta pela pandemia já passou de três meses e com isso novos protocolos de segurança e saúde tiveram que ser assimilados pela população. Entre eles, evitar a aglomeração é uma das normas mais difíceis de serem cumpridas e em locais como agências bancárias, a dificuldade se acentua, especialmente na Caixa Econômica Federal, por causa do auxílio emergencial que tem gerado filas.

A Caixa anunciou um protocolo de atuação de gestores e empregados, com várias medidas contra a disseminação da doença. Entre elas, a organização de filas para garantir o distanciamento entre os usuários, a obrigatoriedade no uso de máscaras por clientes e funcionários  e a limpeza constante dos caixas eletrônicos.

Ações que têm sido cobradas pelo sindicato dos bancários de Campinas, como explica o presidente, Lourival Rodrigues. Jefferson Silva é usuário da Caixa da Avenida Francisco Glicério, uma das mais procuradas de Campinas. Ele conta como muita coisa mudou com a pandemia. Para Priscila Martins, a orientação para se evitar a  presença física nas agências teve efeito contrário na Caixa por causa do auxílio emergencial. O Brasil é o segundo país do mundo mais atingido pela COVID-19.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também